quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Primeiros governadores da Paraíba


1 – João Tavares (1585-1588)

Martim Leitão ao deixar a Paraíba após a sua conquista e fundação. Deixou aqui como capitão-mor, João Tavares, sendo este o nosso primeiro governador.

Foi fundado por João Tavares o primeiro engenho – o Engenho Real – às margens do Tibiri, e o forte de São Sebastião, construído por Martim Leitão para a proteção do engenho.

Os jesuítas ficaram responsáveis pela catequização dos índios. Eles ainda fundaram um Centro de Catequese e em Passeio Geral edificaram a capela São Gonçalo.

O governo de João Tavares foi demasiadamente auxiliado por Duarte Gomes da Silveira, natural de Olinda. Silveira foi um senhor de engenho e uma grande figura da Capitania da Paraíba durante mais de 50 anos. Rico, ajudou financeiramente na ascensão da cidade. Em sua residência atualmente se encontra o Colégio Nossa Senhora das Neves.

Apesar de ter se esforçado muito para o progresso da capitania, João Tavares foi posto para fora em 1588, devido à política do Rei.

2 – Frutuoso Barbosa (1588-1591)

Devido à grande insistência perante a corte e por defender alguns direitos, Frutuoso Barbosa foi, em 1588, nomeado o novo capitão-mor da capitania da Paraíba, auxiliado por D. Pedro Cueva, ao qual foi encarregado de controlar a parte militar da capitania.

Neste mesmo período, chegaram alguns frades franciscanos, que fundaram várias aldeias e por não serem tão rigorosos no ensino religioso como os jesuítas, entraram em desentendimento com esses últimos. Esse desentendimento prejudicou o governo de Barbosa, pois se aproveitando de alguns descuidos, os índios Potiguaras invadiram propriedades. Vieram em auxílio de Barbosa o capitão-mor de Itamaracá, com João

Tavares, Piragibe e seus índios.

No caminho, João Tavares faleceu de um mal súbito. Quando o restante do grupo chegou a Paraíba, desalojou e prendeu os Potiguaras.

Com o objetivo de evitar a entrada dos franceses, Barbosa ordenou a construção de uma fortaleza em Cabedelo. Piragibe iniciou a construção do forte com os Tabajaras, porém, devido à interferência dos jesuítas, as obras foram concluídas pelos franciscanos e seus homens.

Em homenagem a Felipe II, da Espanha, Barbosa mudou o nome da cidade de Nossa Senhora das Neves para Filipéia de Nossa Senhora das Neves.

Devido às infinitas lutas entre o capitão Pedro Cueva e os Potiguaras e os desentendimentos com os jesuítas, houve a saída de Cueva e a decisão de Barbosa de encerrar o seu governo.

3 – André de Albuquerque Maranhão (1591-1592)

André de Albuquerque governou apenas por um ano. Nele, expulsou os Potiguaras e realizou algumas fortificações. Entre elas a construção do forte de Inhobin para defender alguns engenhos próximos a este rio.

Ainda nesse governo os Potiguaras incendiaram o forte de Cabedelo. O governo de Albuquerque se finalizou em 1592.

4 – Feliciano Coelho de Carvalho (1592-1600)

Somam-se os fatos importantes, durante o governo de Feliciano Coelho Carvalho:

a) Ofensiva contra os índios: No ataque, o capitão-mor foi mais de uma vez a serra de Capaoba, movendo guerra aos Potiguaras e seus; na cautela, repensou o ponto fraco que cercavam a defesa da cidade de Filipéia transferindo a aldeia de Braço de Peixe, da Ilha do Bispo, para a várzea do Paraíba, dividindo-a em duas partes.

b) Definitiva expulsão dos franceses: Em 1595 deu-se a interferência de um fato político europeu, que ativaria a exploração francesa sobre o Nordeste brasileiro: foi o começo de uma guerra entre Espanha e França. O principal efeito para a Capitania Real da Paraíba aconteceu quando uma Armada francesa, composta de 13 naus e conduzindo cerca de 350 homens, atacou o Forte de Santa Catarina, em 1597, defendido por apenas 20 homens, a fortificação agiu heroicamente, expulsando o invasor. Essa vitória tem muito significado histórico, pois marca a definitiva expulsão dos franceses da Paraíba, permitindo a ação integradora da Capitania, no conjunto do litoral brasileiro.

c) Auxílio à conquista do Rio Grande do Norte: A expedição marítima que passou pela Paraíba em direção ao Rio Grande do Norte, em fins de 1597, objetivando conquistá-la, contou com a participação do capitão-mor; na primeira tentativa de ajuda, Feliciano não conseguiu fazer muito, pois os membros da expedição foram acometidos de uma epidemia de varíola, obrigando-os a retornarem à cidade de Filipéia. Assim que o mal foi afastado, Feliciano Coelho de Carvalho organizou nova expedição armada, chegando ao Rio Grande do Norte exatamente quando aquela Capitania se encontrava em plena dificuldade, diante das suspeitas de que haveria abandono das instalações já começadas, se o reforço paraibano não tivesse chegado a tempo. Em 6 de janeiro de 1598, fundava-se o Forte dos Reis Magos.

d) Acordo de paz com os Potiguaras: Aconteceu em 1599, depois de vários entendimentos que procuraram solucionar o problema comum à Paraíba e ao Rio Grande do Norte. No dia 11 de junho o acordo foi celebrado solenemente, com a presença das maiores autoridades do Nordeste, na época. Pelos Potiguaras, falou o índio Pau-Seco, representando o cacique Zorobabé, acompanhado por cerca de 50 guerreiros; em nome dos Tabajaras compareceram o cacique Braço de Peixe e seus filhos Pedra Verde e Braço Preto; Feliciano Coelho de Carvalho, juntamente com a população branca e mestiça da Paraíba, comandou a solenidade, ao lado das pessoas mais importantes das capitanias de Itamaracá, Pernambuco e Rio Grande do Norte, que haviam sido especialmente convidadas.

A paz com os Potiguaras e sua conseqüente submissão teve grande importância para o desenvolvimento da Capitania Real da Paraíba e os motivos de tão esperado acontecimento estão relacionados a os seguintes fatos:

- Rompimento forçado da aliança dos Potiguaras com os franceses, resultante de sua expulsão da Paraíba, em 1597, assegurado pela heróica ação dos que defendiam o Forte de Santa Catarina. Perder os franceses como amigos, significou para os índios, perder armas, navios, pólvora e incentivos;

- As guerras movidas por Martim Leitão, João Tavares, Pero Lopes e Feliciano Coelho de Carvalho, causou significativas baixas no número de guerreiros Potiguaras, provocando também imigrações em massa, para o Norte.

- A fundação do Forte dos Reis Magos, no Rio Grande do Norte, significou uma grande ameaça aos índios rebeldes, reforçando a defesa e o ataque dos colonizadores, aliados em suas tarefas de povoar e produzir;

- A epidemia de varíola que alcançou os Potiguaras, em 1597, devastou grande quantidade de índios, indefesos ao “vírus” da alarmante doença.

A Paraíba teve 11 governadores entre os anos de 1585 a 1634, até cair nas mãos dos holandeses. Seguiu o seu ritmo de progresso com a lavoura do açúcar e, juntamente com Pernambuco e Bahia, tornou-se o maior centro comercial do mundo ocidental, atraindo assim a cobiça dos invasores flamengos.

A relação dos governadores da Paraíba no período que vai da conquista ao domínio holandês, nem sempre a nomeação importava em posse do cargo, muitas das vezes ficavam aguardando a vacância para exercer as suas funções, porque os providos no cargo só o deixavam quando recebiam ordens para isso, e que foram os seguintes:


de 1585 a 1588 = João Tavares
de 1588 a 1591 = Frutuoso Barbosa
de 1591 a 1592 = André de Albuquerque
de 1592 a 1600 = Feliciano Coelho de Carvalho
de 1600 a 1603 = Francisco de Souza Pereira
de 1603 a 1605 = André de Albuquerque
de 1605 a 1608 = João de Barros de Correia
de 1608 a 1612 = Francisco Coelho de Carvalho
de 1612 a 1616 = João Rabelo de Lima
de 1616 a 1620 = Francisco Nunes Marinho de Sá
de 1620 a 1623 = João de Brito Corrêa
de 1623 a 1627 = Afonso de França
de 1627 a 1634 = Antônio de Albuquerque

19 comentários:

CENSURADO AGAIN disse...

EU LI FONTES DA EPOCA A WIKI ANACRONIZA ELE ERA CIDADÃO ESPANHOL POR DIREITO INTERNACIONAL E A MAIORIA DA MISSÃO ERAM ESPANHOIS VIDE QUE NA EPOCA OS DIALOGOS DO ALVIANO FALAM NOSSA ESPANHA E TANTO QUE ATE O CONSULADO ESPANHOL TEM EM JAMPA E FICA NUMA LOCALIZAÇÃO ESPECIAL QUE FOI ONDE DESEMBARCARAM NO CANAL NATURAL DO VARADOURO QUE É UMA REENTRANCIA FLUVIO MARITIMA DE OUTRA REENTRANCIA MAIOR E SEGUNDO A FONTE ELE PERCORREU A CAVALO GRANDES DISTANCIAS PARA AVERIGUAR OS MELHORES PONTOS ENCONTROU ALGUNS NA ZONA LESTE E ZONA NORTE OCIDENTAL MAS TINHA JA PRE-INSTRUÇÕES DE QUE DEVIA SEGUIR A MARGEM LESTE MESMO QUANDO ELE ACHAVA A OESTE MAIS PROPICIA NO SITIO PARA UMA ACROPOLE E POR TER CAMINHOS NATURAIS FLUVIO MARITIMOS ETC ATE PLATOS MAIS ALTOS E VISTA MELHOR DA COSTA ETC COMO SE TEM MAIS A NORTE DO OUTRO LADO MAS A PRIORIDADE ERA UMA URBE REAL COM FACIL ACESSO AO COMERCIO COM OLINDA POR TERRA A MAIOR TENTAÇÃO DELE FOI FAZER AQUELA RUA DO MARCO ZERO E CATEDRAL ONDE É HOJE A JUIZ GAMA E MELO MAS ELE DISSE QUE FICARIA EXCESSIVAMENTE LONGE DO CAIS DO VARADOURO VISTO QUE A ACROPOLE DA LADEIRA SF JA O ERA RELATIVAMENTE PARA A EPOCA E ESTAGIO DO BIOMA DENSO AINDA NÃO MUITO ADULTERADO PRA ELE A VISÃO DO QUE É HOJE A DOM VITAL, GOUVEIA NOBREGA ETC ERA PERFEITA POIS SE VIA TODOS OS LADOS NO LIME NORTE DO PLATO ACROPOLINO MAS ACABOU NO SOPÉ DO PLATO MAIS PROXIMO POSSIVEL DO CAIS DO VARADOURO POR RAZÕES PRATICAS E NÃO POR QUE ELE O QUERIA JA TINHA CEDIDO A QUESTÃO DE OLINDA QUANTO A PB E JP JA NASCERAM NO G3 E FOI O MAIOR BOOM ECONOMICO ENTRE OS FINS DO XVI E AS PRIMEIRAS DECADAS DO XVII E UM DOS MORES QUE JA HOUVERAM DO ZERO E TARDIO DIANTE DE OUTRAS DA ZONA DECADAS ATRAS NOS COLONOS POS FRANCESES TEVE UM ACRESCIMO DE 1800% NO SEU SETOR SECUNDARIO EXPORTADOR SIM POR QUE MUITOS BURRITOS AINDA CONSEGUEM CONFUNDIR A CANA INSUMATICA PRIMARIO AGRARIO COM SECUNDARIO O AÇUCAR É SETOR SECUNDARIO E NÃO PRIMARIO É O PRIMEIRO GRANDE SECUNDARIO DO ULTRAMAR OCIDENTAL TANTO QUE A PROSPERIDADE DA NOVA HOLANDA FOI PLAGIADA EM LARGA ESCALA NO CENTRO NORTE DA AMERICA RAZÃO PELA QUAL OS PREÇOS PROPORCIONAIS CAIRAM MAS AS FONTES DO XVIII E OS DADOS EXPORTACIONAIS DO XIX SOMADOS COM OS DADOS DE CUBA NOS FINS DO XIX ETC MOSTRA QUE A SACAROSE CONTINUOU DOS PRODUTOS MAIS RENTAVEIS TANTO QUE MUITAS ZONAS BASEADAS NELA ERAM DAS MAIS PROSPERAS DE SUAS CIVILIZAÇÕES VIDE CUBA PRA ESPANHA POS NOVA HOLANDA E OUTROS

Anônimo disse...

PRO ANTONIL SENÃO ME ENGANO ERA A VERDADEIRA E GRANDE RIQUEZA RENOVAVEL DO ULTRAMAR AO CONTRARIO DOS EXTRATIVISMOS QUE VINHAM E IAM

Anônimo disse...

COM O CAFÉ E ALGODÃO O BRASIL NOVAMENTE REGREDIU AO PRIMARIO NO XIX ATE O XX

Anônimo disse...

1800% DE CARA AS OUTRAS TIVERAM DECADAS PRA IR CRESCENDO O EXTREMO LEVANTE NÃO JA PEGOU O BONDE ANDANDO COM TUDO COLONOS A SUL E PORTUGAL AVIDOS POR MAIS TERRAS NA ZONA E VALES PROXIMOS A COSTA PARA ESCOAR SEUS PRODUTOS

Anônimo disse...

SÓ PRA SE TER UMA IDEIA SÃO VICENTE QUE CONTA TANTA VANTAGEM POR TER SUPOSTAMENTE NASCIDO NO G3 E LOGO DEPOIS SAÍDO DELE NÃO TINHA MAIS EXPORTADORES QUE O ESPIRITO SANTO QUE ERA TAMBEM SECUNDARIO E MERA FRAÇÃO DO EXTREMO LEVANTE MESMO ARREDONDANDO AINDA SERIA CENTENAS DE % A MENOS

Anônimo disse...

XV - PINZON DESCOBRE O EXTREMO LEVANTE SOB ESPANHA ANTES DE CABRAL
XVI - PB E JP JA NASCEM NO G3 E COMO URBE REAL JAMPA JA NASCE COMO G2 JA QUE OLINDA ERA VILA E COMO URBE REAL FUNDADA SOB NÃO TUGAS JAMPA JA NASCE COMO G1 BERÇO DAS FUNDADAS POR NÃO TUGAS E CURIOSAMENTE ERA TALVEZ A UNICA QUE ESTAVA NA BULA POR DIREITO ORIGINALMENTE PRE CANTINO MAS FOI MUITO MAIS HABITADA POR FRANCESES NO XVI (MAIS DE 4 EM 5 DIAS DO XVI SOB NORMANDIA E BRETANHA E OBVIAMENTE PARIS E FRANÇA POR MERA RESULTANTE)
XVII - PB E JP G2 DA NOVA HOLANDA (ACTUAL PROTO MEGALOPOLE COSTEIRA MOR COM CENTENAS DE KM DE COMPRIMENTO DE VARIAÇÃO LATITUDINAL EXTREMO LEVANTINA)
XVIII - G4 DURANTE O AUGE DE VILA RICA E G3 NO RESTO-MAIOR PARTE DO TEMPO
XIX - PA, MA, PE, BA, ETC VIA CIAS DE COMERCIO (CASO DA COSTA NORTE OCIDENTAL) POSSIVELMENTE JA TINHAM PASSADO A PB E JP-VARADOURO ETC A ANEXAÇÃO DE OLINDA FOI ALTAMENTE DANOSA NESSE ASPECTO AINDA ASSIM FONTES DO XIX AINDA COLOCA O VARADOURO COMO UM DOS PORTOS MORES DO COMERCIO E AINDA MAIS DO COMERCIO EXTERNO
XX - EFEITO SANGUE NOVO NA ZONA ALOGENA E GOLPES DA CIA CONTRA A ZONA SANGUE VELHO PRA SUBSIDIAR A ZONA ALOGENA AUGE DO GOLPISMO ANTI ZONA VERDE DO MAPA RACIAL
XXI - NOVAMENTE ERA DE CRESCIMENTO A PRIORI VIA BOOM DE CATAI ETC ACIMA DA MEDIA DO BRASIL TAL COMO O NE EM SI E A ZONA DA PROTO MEGALOPOLE MAIS MANHATIZAÇÃO ETC MAS A CRISE POS BOOM DE CATAI COMEÇA TAMBEM LEVANDO O BRASIL A MERDA FORA O ROMBO ORÇAMENTARIO DOS DE SEMPRE PRA SUBSIDIAR BANQUEIRO ALOGENO AS CUSTAS DOS BABACÕES DO COSTUME

Anônimo disse...

«Primeiro do que tudo, cumpre estabelecer um fato: colocar a Província da Paraíba do Norte em sua verdadeira posição, demonstrando que sob o ponto de vista comercial ela ocupa atualmente o nono lugar entre todas as províncias do Império. E ainda mais, pelo seu comércio de exportação, competir-lhe-ia o sexto lugar, só tendo por superiores as províncias de Rio de Janeiro, Pernambuco, Bahia e Rio Grande do Sul.»[1]

E ISSO NO XIX-II MESMO INCIPIENTE EM GEOFISICA E VIZINHO DE PORTOS COM LOBBIES FORTISSIMOS QUE DESVIARAM CICLOS INTEIROS A LA ALGODÃO ETC VEJA QUE MUITO DA HISTORIA DE JOÃO PESSOA O UMBUZEIRENSE TEM A VER COM ESSA QUESTÃO OS TRAIDORES QUE HOJE SÃO ENDEUSADOS DO SUDOESTE O ADVOGADO A OUTRA ATE O DO SUDOESTE EXALTADO NA MUSICA DO ALOGENO MOSTRANDO QUE ERA UM LACAIO TRAIDOR E HOJE É VITIMIZADO EM DOCUMENTARIOS CLARAMENTE LUTOU COM VARGAS E PARTE DE MINAS E DEPOIS OPOSIÇÃO DO RESTO CONTRA A SITUAÇÃO SANGUE VELHO DO RECIFE, SP ETC

Anônimo disse...

INFELIZMENTE PE SE VENDEU A SP NESSA ALTURA ABANDONOU O ESPIRITO CONTESTADOR COUBE A PB TAL FUNÇÃO TIRAR VARGAS DO ISOLAMENTO ATÉ HOJE TA LA NA BANDEIRA QUE QUEREM SABOTAR NO NOME DA URBE ETC

Anônimo disse...

ORIGINALMENTE AS ROTAS DE COMERCIO NORTE-SUL PASSAVAM POR MAMANGUAPE, ALTO BREJO ETC COM OS TRENS E TAL FORAM DESVIADAS PARA CAMPINA, GUARABIRA ETC - AS ZONAS QUE MAIS PERDERAM COM ESSA TRAIRAGEM DO ENTREPOSTO CAMPINENSE DO CICLO FOI A ESTEPE E JP POIS QUEM FICAVA COM O LUCRO ERA CG E RECIFE TANTO QUE TEM SITE DE CG E BLOG QUE SE VANGLORIA QUE COMPETIA COM O PORTO DE RECIFE EM ARRECADAÇÃO E AS VEZES O PASSAVA EM CERTAS EPOCAS NESSE CICLO ETC ISSO TRAINDO A PROPRIA LATITUDE E BACIA ETC

Anônimo disse...

TODAS AQUELAS DOS REFUGIADOS DOS POS AEROPAGOS VINDOS DO SUL EM 17 24 ETC DO XIX TIPO PILAR ITABAIANA ETC ERAM PARTE DESSA ROTA NORTE SUL ORIGINAL

Anônimo disse...

OK A ROTA DE COMERCIO COM O RN DEVIA SER SECUNDARIA POIS O AGENTE INGLES DO XIX-I A MANDO DE LIVERPOOL E DA CITY ETC PREFERIU FAZER A CURVA EM L E IR ATE O SUL DO CE (VISITADO PELO AGASSIZ NO MESMO SECULO) PELA-VIA PB E INCLUSIVE CITA QUE OS VITRAIS MAIS LUXUOSOS E MODERNOS DA EUROPA JA EXISTIAM NA PB NO XVIII NA EPOCA DA CIA DE COMERCIO DE POMBAL DECADAS ANTES DE CHEGAR A PE E SEU PORTO RAZÃO PELA QUAL ELE DISSE QUE AQUELA CIDADE REAL DEVE TER SIDO MAIS IMPORTANTE ELE SÓ NÃO ENTENDEU QUE O DESVIO DO CICLO DO ALGODÃO TINHA CAUSADO AQUILO A ROTA DE COMERCIO COM O RN COM ENTREPOSTOS MORES EM OUTRA LONGITUDE E A FUNÇÃO DE PORTO DESVIADA PROS OUTROS VIA CORRUPÇÃO E TRAIÇÃO DO PLATO ETC MAS VEJAMOS O LADO POSITIVO MUITA QUANTIDADE E GRANDEZA FOI PERDIDA PROS VIZINHOS MAS ELES TAMBEM TEM MUITO MAIS PROBLEMAS ORIUNDOS DISTO E TAMBEM TEM A MACULA DA TRAIRAGEM E NÃO TÃO SECUNDARIA ASSIM POIS MAMANGUAPE FOI DAS POUCAS QUE EM POPULAÇÃO QUASE PASSOU A SEDE CG POR EXEMPLO MESMO NO MOMENTO DE MAXIMA APROXIMAÇÃO NUNCA O FEZ

Anônimo disse...

VEJA QUE ATE GOIANA MESMO SEM O TITULO DE SEDE EM CENSOS DO XX-I AINDA ERA MAIOR QUE SEDES COMO JP A ANEXAÇÃO FORÇADA DE IT-S A OLINDA SÓ VAI FAZER MAIS EFEITO NA DIVISA XX MIDDLE XX II PRA LA - A ANEXAÇÃO FORÇADA TARDIA DO XVIII-II A OLINDA TAMBEM PROVOCOU O QUE VIU O AGENTE INGLES INFILTRADO SIM SEMPRE ELES NO MEIO O MALDITO DO MAÇONICO POMBAL AINDA FOI SORTE A MISSÃO DO TUGA TER VINDO EM AUXILIO DIZER QUE A ANEXAÇÃO ESTAVA TERMINANDO DE DESTRUIR ESSA FOI A HERANÇA MALDITA DO POMBAL E SUA CIA DE COMERCIO O MESMO DEVE TER OCORRIDO A SÃO LUIS MAYBE POR ISSO QUE PERDEU SEU BRILHO ANTERIOR DIANTE DE BELEM

Anônimo disse...

MAS O PORTO DO MA PARECE TER PERDIDO MENOS ALI FOI MAIS A DECADENCIA DO CICLO EM SI QUE DESVIO TANTO QUE O INGLES USA A SOCIEDADE RICA DALI DA COSTA NORTE OCIDENTAL PARA CONTRAPOR COM A DO RECIFE

Anônimo disse...

PARECE QUE ANTES DA BA OS ADVOGADOS DE PE PEGAVAM NO PÉ DA COSTA NORTE OCIDENTAL HEHE AGORA QUE ESSA JA ERA PEGAM NO PE DE OUTRAS COSTAS LESTES HEHE

Anônimo disse...

http://s33.postimg.org/xkwsu6zpb/ROTAS_DESVIOS_GOLPES_CICLOS.jpg

POSSIVELMENTE ERAM AS ROTAS MORES L-O E N-S NOTAR QUE AMBAS SÃO DESVIADAS NA DIREÇÃO DOS DE SEMPRE AS CUSTAS DAS ZONAS PRODUTORAS REAIS A OESTE, DO PORTO DA SEDE, DE QUEM FICA COM O DEFICIT COMERCIAL A NORTE, ETC

Anônimo disse...

A CONSOLAÇÃO DE TERMOS SIDO PILHADOS TAL COMO ELES FORAM PELA ZONA ALOGENA E NÓS IDEM É QUE A QUANTIDADE NÃO TRAS SÓ BONUS MAS TAMBEM ONUS POIS NÃO É BASEADA NO QUALITATIVISMO E SIM NO QUANTITATIVISMO E ISSO TAMBEM SE DA NO ONUS E NÃO SÓ TRAS BONUS ELES TEM MUITO MAIS PROBLEMAS ALOGENOS EMBORA TENTEM ADULTERAR A REALIDADE SE AUTO ENGANANDO NOS NUMEROS OFICIAIS

Anônimo disse...

http://s33.postimg.org/e3kanj5tr/MORE_REALITY.jpg

http://s33.postimg.org/ju1qt5fzz/PB_E_JP_MAIS_BRASILEIRA_RULES_OUTROS_CHUPAM.jpg

Anônimo disse...

ACHO ESTRANHO OS DADOS DE PE MAIS AUTO DECLARADOS BRANCOS MESMO EM PROPORÇÃO MAIS AUTO DECLARADOS NATIVOS E-OU AMARELOS IDEM MENOS DECLARADOS MAIS DE UMA RAÇA E OS QUE SE DECLARAM ALOGENOS MORES MENOS DO QUE SE VE NA REAL NA ZONA DE RECIFE O CO PODE ATE SER MENOS ALOGENO MOR MAS A GEOFISICA DALI DIVERGE 4 DE 8 MILHÕES ESTÃO AO REDOR DE RECIFE

Anônimo disse...

POR EXEMPLO ESTADOS COM ALTO COMPONENTE NATIVO E FENOTIPOS SEMI NATIVOS E-OU NATIVOS NO TOPO DOS MENOS NATIVOS ISSO POR QUE NESSES LOCAIS OS NATIVOS SE DECLARAM MAIS DE UMA RAÇA E OS MAIS DE UMA RAÇA SE PUDESSE SE DECLARARIAM OCIDENTAIS MAYBE A LA MONGRELS PSEUDO SUIÇOS DO SUL